quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Frutificando


A poesia cria raízes e quando ela floresce, você tem a sensação que o poema em você se agiganta. Pense no amor mais bonito que existe, pense nele ao infinito, agora pense nele explodindo em palavras, lhe apaixonando pela vida e mostrando a beleza que há em tudo. No peito dos poetas, há multiplicada, essa bela poesia. Aquele olhar, o pequeno gesto, a beleza presente naquele pequeno defeito, pros outros, mas que te deixa pasmo. Quer um exemplo? Aquela marca escondida, na dobra atrás do joelho, é poesia. O pescoço e suas linhas, o cabelo nas mãos, o cheiro do shampoo, aquela dobrinha que ela odeia, mas que você encaixa as mãos na cintura, é poesia. O jeito que ela se curva, a mão nas costas delas ajudando, a mordida, a língua, o gosto salgado, que se torna doce, da sua pele, é poesia. O boca a boca em seus lábios, em cima e embaixo e ela rindo, ao empurrar sua cabeça, para tomar mais ar é pura poesia. As coxas tremendo sem parar e o beijo, com gosto um do outro, é poesia sem igual.

A poesia cria raízes e quando deixamos, ela frutifica.

Joakim Antonio


Imagem: Fruitful by Bellabrooke

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Quando escrevo minhas idéias tornam-se a pena e minha alma a tinta, por isso quando você lê, você me sente."

Deixe-me saber o que você sente.

Obrigado por comentar!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...