quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Precisamos de blogueiros - Scenarium Livros artesanais


ATENÇÃO!

Está aberta a temporada para novos parceiros da Scenarium livros artesanais...

Precisamos de blogueiros comprometidos e criativos para nos ajudar com as divulgações.

É necessário:

— Blogue atualizados periodicamente
— Conteúdo literário
— Escrever resenhas

E ai, gostou?
Para se candidatar, mande seu portfólio para o e-mail scenariumplural@gmail.com

Enviaremos um e-mail de confirmação.
A data final para mandar seu portfólio é dia 30/12.

Então corra!

https://www.facebook.com/scenariumlivrosartesanais/

domingo, 3 de dezembro de 2017

Concursos Literários do Mês de Dezembro




Concursos Literários do Mês de Dezembro de 2017 

Confira também a lista completa dos Concursos do Ano e a lista das Seleções Permanentes.

As datas nos tópicos referem-se ao prazo limite para realizar a inscrição.

Legenda:
$ - Prêmio em dinheiro
@ - Inscrição pela internet
# - Voltado a público restrito


domingo, 26 de novembro de 2017

Caminho



Em passo tribais, sou natureza. A grande tartaruga e o mundo em arte, sobre suas costas. Busco me encontrar em cada ato. Rastreio minha cor no asfalto, mas ela falta. Entre árvores de cimento e janelas mágicas brilhantes das ocas de pedra - já para o natal, me desencanto. Passo de borboleta a lagarta e me arrasto, querendo algo mais. Minha tribo não me satisfaz, tem caciques demais e Xamãs de menos. Então, mudo do local, busco voz longe dos galhos de fios, mais perto da água, aumentando o azul do céu. Mas sinto que ainda não é minha cor. Já com o encanto do mar, ouso voar, aperfeiçoar minha visão, ver o outro lado do mar. Agora o clima é noir. As cores não são quentes como no meu lar. A casca usada é pesada e muita, até alguns olhares são frios. Mas por dentro me encontro, sentindo um vislumbre do que virá. Passo a aceitar novas cores, ensinos, amores e o que pintar. Sem perceber, o Tempo brinca e viaja comigo, retorno e me vejo em casa. Seu presente, grandes asas. Só assim vejo o todo. E noto. Uma menina passando e a cor dos seus olhos. Um papagaio que repete, Seja, infinitamente. A folha rasgada de um livro antigo, com o Santa Claus original. O mar, em um tom além do azul. O cabelo de outra menina, num tom incomum. E penso em árvores, pássaros, frutas e maturação. Encontrando rotas, onde só veem paredes. E meu coração bate forte. Ao encontrar a palavra certa, para sua cor.

Verde!

Joaquim Antonio


Imagem: Jeannette Priolli - série " VERDES " 2017
1.50 m. x 1.50 m. x 0.10 m. acríclica s/ tela

domingo, 12 de novembro de 2017

Concursos Literários do Mês de Novembro




Concursos Literários do Mês de Novembro de 2017 

Confira também a lista completa dos Concursos do Ano e a lista das Seleções Permanentes.

As datas nos tópicos referem-se ao prazo limite para realizar a inscrição.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...