segunda-feira, 2 de maio de 2016

Concursos Literários do Mês de Maio de 2016




Concursos Literários do Mês de Maio de 2016 


Confira também a lista completa dos Concursos do Ano e a lista das Seleções Permanentes.

As datas nos tópicos referem-se ao prazo limite para realizar a inscrição.

Legenda:
$ - Prêmio em dinheiro
@ - Inscrição pela internet
# - Voltado a público restrito


Lista dos concursos em aberto - Maio


Maio





- 06.05.2016 - XXIV Concurso de Poesia e Prosa da ALSJBV (@)

- 13.05.2016 - Prêmio Cidade de Belo Horizonte (Livros Inéditos / Dramaturgia e Romance - $)

- 13.05.2015 - Concurso João-de-Barro - Literatura (Livros Inéditos / Infantojuvenil - $)

- 13.05.2016 - Prêmio Editora Kazuá (Livros Inéditos - $)

- 15.05.2016 - Prémio Nacional de Poesia Natércia Freire (Portugal) (Poesias - #)

- 20.05.2016 - 3° Concurso Literário Internacional de Literatura da ALACIB (Crônicas e Poesias - @) 



domingo, 1 de maio de 2016

Cadê o ‪#‎sexo‬ que tava aqui?



Eu estava em um local e propositalmente não falei sobre sexo, o momento pedia, só pra ver quanto tempo ia demorar pra alguém se atrever a falar, nada aconteceu. Pode-se falar sexo, usando amor como sinônimo, preferência da maioria. Mas usar a palavra sexo, meus deuses, que vergonha! Engraçado é que vencida a barreira, todos falam sobre tudo, sem vergonha alguma, pois faltava apenas a pessoa ver que pensar, fazer, falar sobre, como ela queria, também é ser normal. Como já coloquei em outro texto:

(...)Será possível alguém ainda achar ser segredo, que todos gostam de sexo pleno e bem feito? Sentimentos não devem ser represados, palavras necessitam ser ditas. Afinal existem milhares de ouvidos necessitando de carinho(...)

E corpos de sexo!

Joakim Antonio


Publicado originalmente em: https://www.facebook.com/poetajoakimantonio/


Imagem: Ayna by Yusufkaya

sábado, 30 de abril de 2016

Twitter Joakim Antonio (@joakimantonio) April 30, 2016

domingo, 24 de abril de 2016

Intercalado


Primeiro gritaram entre eles
Mas não liguei pra isso
Eu não era político

Depois bradaram Jesus em vão
Mas não liguei pra isso
Eu também não era cristão

Depois exaltaram a ditadura
Mas não liguei pra isso
Porque eu não sigo mitos

Depois cuspiram-se na cara
Mas como é coisa de gay
Também não liguei

Agora parei de olhar pro meu umbigo
Mas já é tarde
Como eu não liguei pra porra de nada
Ninguém se importa com minhas palavras

Joakim Antonio


(adaptação do poema, INTERTEXTO, atribuído a Bertolt Brecht)


Imagem: Break the silence by Shutterbug13

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...