terça-feira, 19 de junho de 2012

No reino de Ávila - Descortinando Affonso Ávila (poeta)


Ainda existem reis de palavra

No reino de Ávila
cercado de palavras
em vanguarda
não há vilão

No reino de Ávila
há Vila Rica
enfeitada de Ouro Preto
e um Belo Horizonte

No Reino de Ávila
a fauna é rica e única
jabuti de papel
ofusca diamantes

No reino de Ávila
havia e há, todo
o visto e o imaginado
do rei Affonso


Joakim Antonio 

Affonso Ávila (Belo Horizonte MG, 1928) foi  um pesquisador, ensaísta e poeta brasileiro.
É considerado um dos mais importantes poetas brasileiros contemporâneos.
Teve participação ativa em importantes movimentos literários, foi criador do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais e de toda uma linha de pesquisas e ensaios cujo enfoque é o Barroco no Brasil, principalmente do Barroco mineiro.
Foi organizador da Semana de Poesia de Vanguarda, um importante evento realizado em 1963, e vencedor de diversos prêmios – entre eles o Prêmio Jabuti de Literatura, com O visto e o imaginado.
A carreira de Affonso Ávila acumula trabalhos de levantamento e conservação do patrimônio artístico e arquitetônico das cidades históricas mineiras, sendo um dos marcos desse percurso a criação do IEPHA - Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA/MG). 
Fonte: Wikipédia

2 comentários:

  1. É muito bom saber que ainda há reis da palavra.
    bacio

    ResponderExcluir
  2. Li seu poema e fiquei comovido.
    Affonso Ávila em 14 de Julho de 2012

    ResponderExcluir

"Quando escrevo minhas idéias tornam-se a pena e minha alma a tinta, por isso quando você lê, você me sente."

Deixe-me saber o que você sente.

Obrigado por comentar!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...