domingo, 16 de junho de 2013

Cabra da peste - Descortinando Ariano Suassuna (escritor)

Esse cabra da peste é um mestre

O cordel é interessante
conta bem qualquer história
de princesa a toda gente
basta puxar da memória
do tempo do seu vigário
até os tempos de agora

Tem história cabeluda
de tesouro enterrado
tem de fada e de bruxa
com final destrambelhado
de alegria e tristeza
cantada por iletrados

Seu Suassuna nasceu
em junho de vinte sete
na Capital das Acácias
do nosso lindo nordeste
já chegou cordeliando
eita que cabra da peste

Da cultura do nordeste
virou grande defensor
usando da sua pena
escreveu sobre a dor
que aflige toda gente
desse sertão sofredor

Trouxe muitas alegrias
pra esse povo de aço
que resiste bravamente
e lhe mandam um abraço
todo Brasil lhe deseja:
Um Feliz Aniversário!

Joakim Antonio


Ariano Vilar Suassuna (João Pessoa, 16 de junho de 1927) é um dramaturgo, romancista e poeta brasileiro, defensor da cultura do Nordeste e autor de Auto da Compadecida e A Pedra do Reino.

Em 1955, Auto da Compadecida o projetou em todo o país. Em 1962, o crítico teatral Sábato Magaldi diria que a peça é "o texto mais popular do moderno teatro brasileiro". Sua obra mais conhecida, já foi montada exaustivamente por grupos de todo o país, além de ter sido adaptada para a televisão e para o cinema.

Seu livro, Romance d'A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta foi publicado em 1971. É inspirado em um episódio ocorrido no século XIX, no município sertanejo de São José do Belmonte, a 470 quilômetros do Recife. Na época do seu lançamento, o livro foi considerado um marco da literatura nordestina, após o ciclo do romance regional de 1930 e foi adaptada para o cinema, o teatro e a televisão.
A história transformou-se em microssérie exibida pela Rede Globo em homenagem aos 80 anos do escritor. A trama foi exibida entre 12 de junho a 16 de junho de 2007 e sua exibição foi integral nos cinemas.

Desde 1990, ocupa a cadeira 32 da Academia Brasileira de Letras, cujo patrono é Manuel José de Araújo Porto Alegre, o barão de Santo Ângelo.

Neste ano de 2012, Ariano Suassuna, 84 anos, foi escolhido pelo Senado como “candidato oficial” do Brasil ao prêmio Nobel de Literatura. Fonte: Wikipédia


Imagem 1: Ariano Suassuna colorby SilviodB
Imagem 2: Wikipédia

3 comentários:

  1. Olá menino
    Esse merece todas as homenagens.
    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Esse Brasil tem tanto jeito que é só dele, e não se sabe porque fica-se procurando nos outros algo que falte aqui. Este homem sabe que somos completos e na cultura brasileira temos tudo que precisamos. A palavra dele precisa chegar cada vez mais longe, acredito que só há de contagiar o próximo

    ResponderExcluir

"Quando escrevo minhas idéias tornam-se a pena e minha alma a tinta, por isso quando você lê, você me sente."

Deixe-me saber o que você sente.

Obrigado por comentar!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...