terça-feira, 14 de agosto de 2012

Estrada dos sem sapatos


Na estrada dos sem sapatos, é proibido andar calçado,
passar correndo, não olhar o céu
e andar na linha.

Na estrada dos sem sapatos, é indelicado não pisar na grama,
fingir não ver, calar ideias
e concordar com tudo.

Na estrada dos sem sapatos, é loucura não deixar presente,
abraçando o outro, dando carinho
e desejando o bem.

Na estrada dos sem sapatos, é pedido que deixem de lado,
o sapato velho, os preconceitos
e antigas mágoas.

Na estrada dos sem sapatos, há um grande aviso na entrada,
"Depois de passar por aqui, nunca mais conseguirás,
não amar mais nada."


Joakim Antonio


Imagem: Shoes by Guzh

5 comentários:

  1. Nas estradas da vida minha alma anda sempre descalça.
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Ah...já deixei aqui minha marquinha no canto da página...nada mais delicioso que sentir o relevo da estrada sob os pés...
    Bjão
    V.

    ResponderExcluir
  3. Adorei o poema meu caro, combina com um texto que eu estava a escrever há pouco. Assim que eu postar, vou criar um link pra cá. Será que posso levar um pequeno verso seu? Bacio

    ResponderExcluir
  4. Obrigado e sinta-se em casa Lunna!

    Bacio

    ResponderExcluir

"Quando escrevo minhas idéias tornam-se a pena e minha alma a tinta, por isso quando você lê, você me sente."

Deixe-me saber o que você sente.

Obrigado por comentar!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...